Skincare | Fotografia: Debrocke/ClassicStock/Getty Images
Nécessaire

Se sofres de rosácea, dermatologista ensina a cuidar da pele

Um dos principais sintomas é a vermelhidão persistente no rosto. O seu tratamento não é linear, mas há cuidados que podes adotar.

Se notas uma vermelhidão persistente e uma sensação de calor recorrente no rosto, podes sofrer de uma doença inflamatória crónica da pele conhecida como rosácea. Esta condição inflamatória crónica da pele afeta frequentemente a zona da face e, sem tratamento, pode piorar ao longo do tempo, sendo por vezes confundida com acne, eczema ou alergias.

“O tratamento da rosácea varia de caso para caso, não existindo uma cura milagrosa”, explica o dermatologista Luís Uva, diretor clínico da Personal Derma. Embora surja mais frequentemente no rosto, “também pode surgir noutras partes do corpo, como nos olhos. Afeta qualquer pessoa, mas especialmente mulheres com pele mais clara e com mais de 30 anos têm um risco maior”, nota o especialista.

Não existe uma causa conhecida para o aparecimento da rosácea. “Pode estar relacionada com fatores genéticos ou com uma resposta do sistema imunitário”, refere Luís Uva, não descartando que a manifestação dos sintomas pode ser ainda potenciado pela exposição solar, duches ou banhos quentes, ingestão de bebidas quentes, consumo de álcool ou por alguns produtos cosméticos.

Medicamentos orais ou tópicos e laser são algumas das opções terapêuticas que podem ajudar a reduzir e a controlar os sintomas. O dermatologista aponta o laser de contraste pulsado como um dos tratamentos mais eficazes, já que “ajuda na eliminação ou redução dos vasos superficiais”.

Algumas das recomendações do especialista para evitar o agravamento da rosácea passam por evitar bebidas muito quentes, moderar a cafeína e as bebidas alcoólica (estimuladoras do rubor facial), evitar o sol direto e usar protetores com índices altos e adaptados ao tipo de pele, bem como reaplicá-los com frequência; evitar exposição a temperaturas extremas e a mudanças súbitas de temperatura, que agravam os sintomas; evitar esfregar, coçar ou massajar a face e, por último, usar apenas maquilhagem adequada e evitar cosméticos que contenham álcool.

Coolhunting

Sabemos o preço de uma carteira Dior, mas quanto custa fazê-la?

O que está por detrás da produção de uma carteira Dior? A questão foi levantada numa nova investigação que tem muito a dizer sobre uma carteira de quase 3 mil euros.

Nécessaire