NAJI
Coolhunting

Biquínis NAJI, um sonho de verão que vive de cores e cortes perfeitos

Se há uma marca de biquínis que promete ser o sucesso deste verão é a NAJI, que conta com a criatividade de uma jovem empreendedora de 25 anos.

Apaixonada pelo verão e por todos os seus sinónimos, Isabel Janson é a jovem responsável pela marca NAJI Swimmewear e, hoje, com apenas 25 anos, colhe os frutos de um negócio dedicado ao bem estar de outras mulheres. Os biquínis desta marca estão a fazer sucesso e os motivos são óbvios, assim que puser os olhos na mais recente coleção.

Isabel Janson, criadora da NAJI
Isabel Janson, criadora da NAJI

Começaste a costurar os próprios biquínis e logo em seguida a vendê-los a amigas. O sucesso deste "negócio amigável" foi o que ditou o lançamento da marca? 

Sem dúvida que receber pedidos de amigas para os fatos de banho desenhados por mim foi um incentivo e uma grande motivação para a criação da marca. Vi como uma oportunidade de fazer aquilo de que mais gosto e como uma oportunidade de negócio. Com isto, veio também uma responsabilidade acrescida, que me fez querer evoluir e melhorar em todos os aspetos. Para quem acompanha a marca desde o início, nota um grande crescimento ano após ano, o que me deixa muito feliz e motivada para continuar.

Porquê biquínis e fatos de banho?

Quando comecei a desenhar a minha própria roupa, percebi que biquínis e fatos de banho eram os meus preferidos de idealizar. Trabalhar com licra é diferente e mais desafiante do que com qualquer outro tipo de material, principalmente devido à sua elasticidade.

Além disso, o verão é a minha altura preferida do ano e trabalhar com o foco nesta estação é muito recompensador.

25 anos e já lançaste uma marca que promete entrar nos favoritos de verão. Como vês esta conquista e que dificuldades sentiste até aqui chegar?

O maior desafio inicialmente foi conseguir arranjar fornecedores e produtores que aceitassem quantidades baixas. Foi necessário convencer que a marca tinha potencial de crescimento. Ao longo do caminho, vão surgindo dificuldades diferentes, dependendo da etapa onde a marca se encontra, e acredito que a maior conquista tenha sido saber lidar sempre com os problemas, o stress, ultrapassá-los e nunca desistir.

Onde encontras a inspiração para a criação destes biquínis? E como saber qual o melhor modelo para cada tipo de corpo?

A coleção começa a ser desenhada cerca de um ano antes, procuro inspiração nos lugares de férias onde vou estando durante a época de verão. É também nessa altura onde me sinto mais calma e onde normalmente surgem mais ideias.

Todos os modelos disponíveis são ajustáveis para se adaptarem aos diferentes tipos de corpos. Tentamos que haja diversidade nos vários cortes e feitios e procuramos oferecer diferentes especificidades nos vários modelo,  como cintura subida, cintos, formas de apertar, decotes mais subidos ou descidos, para conseguirmos agradar a todos os tipos de gostos.

O feedback dado por parte das clientes é crucial para o desenvolvimento das peças da coleção seguinte, procuramos sempre melhorar de acordo as necessidades demonstradas.

O que trazem estes modelos de novo para a indústria de swimwear?

A Naji é uma marca que trabalha sob o modelo slow fashion, portanto além do design único, confortável e simples das peças Naji, estas trazem uma alta qualidade a um valor acessível,. O objetivo é garantir uma grande durabilidade às peças para durarem verão após verão ou para passarem de amigas para amigas, aumentando, assim, o seu ciclo de vida.

As tendências no mundo da moda são um fator importante na criação das tuas peças?

Sim, sem dúvida que as tendências internacionais influenciam o design das peças Naji. A participação em feiras no estrangeiro é dos primeiros passos no desenvolvimento da coleção. 

Qual o modelo favorito da nova coleção favorito? E qual o bestseller do momento?

Não consigo escolher apenas um modelo favorito, mas o meu Top 2 é o Amore in Multicolor e o Love in Brownie. O bestseller deste verão, até ao momento, chama-se Láska in Multicolor. Tem um formato clássico que assenta bem em qualquer tipo de corpo e é muito colorido, portanto, chamativo para a época de verão.

Podemos esperar uma coleção para homens?

Não, o nosso foco é mesmo as mulheres, o seu bem-estar e confiança. Mas não vamos parar de surpreender e de inovar em outras áreas, mesmo que o nosso público alvo seja sempre feminino.

Há uma preocupação ambiental da marca. A sustentabilidade passa pelos materiais utilizados? Sentes que também esta é uma preocupação do cliente?

A sustentabilidade é um caminho a percorrer e dentro de vários fatores onde é possível ser-se amigo do ambiente estão os materiais, sim, os quais são escolhidos em detalhe. A Naji procura o equilíbrio entre a sustentabilidade e qualidade, logo, sempre que uma licra reciclada vai ao encontro dos critérios internos de qualidade é selecionada.

É notável que o cliente procura cada vez mais um consumo consciente, que vai ao encontro dos nossos valores. A preocupação com o desperdício e com o impacto ambiental da indústria têxtil tem levado os clientes a preferir qualidade sob quantidade.

RELACIONADOS

Coolhunting

Andreas Aigner fala sobre a importância de simplificar porque "tudo está a mudar"

  • 19 mai, 18:28

A Versa saiu do Digital para o IRL (In Real Life) e convidou diferentes oradores da agência LaFutura a falar sobre o futuro do lifestyle. Andreas Aigner chamou-nos a atenção para a importância de simplificar para priorizar e ver com mais clareza o futuro.

Coolhunting