Ténis. Fotografia: Unsplash
Coolhunting

Os ténis mais caros do mundo são também os mais feios?

Não nos surpreende que os ténis mais caros do mundo sejam da Nike, mas não imaginávamos que um dos modelos fosse concebido numa máquina de waffles.

Solid Gold OVO x Air Jordans podiam ser os ténis mais caros do mundo de que iríamos falar, já que este par exclusivo do rapper Drake está avaliado em quase 2 milhões de euros. É certo que qualquer coisa feita de ouro de 24 quilates, com um peso estimado de 22 quilos, nunca teria um valor baixo. Mas até que ponto pagaríamos milhões para tirarmos os nossos pés da zona de conforto?

Caminhar com tanto peso parece demasiado doloroso para valer uma fortuna e, além disso, não nos interessa falar daquilo que mais parece uma escultura do que sapatos.

Os segundos colocados da lista dos mais caros do mundo têm muito mais interesse para esta discussão, já que dificilmente estamos a falar de um calçado bonito. Certo que há gostos para tudo, mas este modelo feito numa máquina de waffles e com uns anos de desgaste em cima, não são apelativos à maioria.

Nike Moon Shoe, concebidos pelo co-fundador da Nike, Bill Bowerman, para as eliminatórias dos Jogos Olímpicos de 1972, foram leiloados na Sotheby’s, em 2019, por cerca de 414 mil euros pelo colecionador Miles Nadal. Um modelo único, não apenas pela existência de apenas uma unidade, mas porque a sola do sapato foi produzida numa máquina de waffles, de forma a reproduzir os furos da sola, para uma pegada que lembre a superfície da lua.

Feitas as contas, ou vamos à falência por um par de ténis feito de ouro, ou pagamos pelo momento histórico que assinalam. Mas, se a moda é para nos fazer sentir bem, não seria suposto darmos tudo o que temos por serem os mais bonitos?

RELACIONADOS

Evasão

Lisboa é uma das cidades com melhor qualidade de vida

A capital portuguesa foi considerada a terceira melhor cidade do mundo para se viver, segundo o inquérito The World’s Most Liveable Cities, da Monocle. Copenhaga e Zurique encabeçam a lista.

Coolhunting