Odeceixe Fotografia: Célio Pires/ Unsplash
Evasão

Sudoeste alentejano e Costa Vicentina: Pela estrada fora, à procura dos melhores sabores nacionais

Nestas férias, faz-te à estrada e descobre os encantos do sudoeste alentejano. Entre praias e paisagens de tirar o fôlego, enche a barriga com o melhor da gastronomia nacional. Estas são as nossas sugestões.

Na altura de fazer as malas para as férias de verão, não vás muito longe. Portugal está repleto de destinos que merecem ser visitados. Falamos, por exemplo, do sudoeste alentejano ou da Costa Vicentina, regiões que põem em evidência o melhor do território nacional.

Sugerimos que comece por Odeceixe, no Algarve – ainda que o Alentejo aí ao lado já se faça pronunciar. Local de praias de água cristalina, esta freguesia de Aljezur tem outros trunfos na manga que fazem dela um ponto de interesse. Em matéria gastronómica, Hugo Nascimento, chef que antes trabalhou com Vítor Sobral, mudou-se em 2019 para a região e abriu o Näperõn, um restaurante que integra o empreendimento turístico Casas do Moinho, e em que encontra uma cozinha minimalista que faz uso das melhores matérias-primas disponíveis nas proximidades. O Assador Altinho, outro dos projetos de Hugo Nascimento, faz da grelha o seu protagonista e é digno de uma visita.

A vila piscatória de Porto Covo é outra das paragens obrigatórias. Além da oferta de praias na zona (Samoqueira, Praia Grande, Salto ou Cerca Nova), esta pequena localidade é também motivo de passagem para gastrónomos. Ana Moura, chef que passou pela Cave 23 e pela Casa do Bacalhau em Lisboa, abriu no ano passado o Lamelas, na baía de Porto Covo, um restaurante que põe no prato os sabores do Alentejo e que é uma homenagem ao apelido do avô materno.

Não muito longe, em Monter Branco, encontra também o Alma Nomada Food Experience, projeto agora nas mãos de Joachim Koerper, chef do Eleven em Lisboa, que entregou a cozinha deste projeto aos chefs residentes Marco Nascimento e Ângela Franco. Aqui, encontrará uma carta composta por “pratos de fragrâncias e paladares diversos, trabalhados com respeito, paixão e arte”.

Continuando a subir pelo litoral, Vila Nova de Milfontes convida a estar. Além das idas a banhos nas praias mais conhecidas, encontra por aqui boas propostas gastronómicas. Seja nos sítios incontornáveis, como a Tasca do Celso, ou em projetos mais recentes, como o Statera, um gastropub descontraído. O Branco de Cale, um novo turismo rural de três irmãos naturais de Milfontes, que espelha os interesses de cada um deles.
 

RELACIONADOS

Gourmet

Na Quinta do Monte d’Oiro, os vinhos fazem-se sem pressa

A Quinta do Monte d’Oiro tem novos vinhos (rosé, branco, Touriga Nacional e Tinta Roriz), mas a prioridade continua a ser a sustentabilidade. Provámos também o novo Quinta do Monte d’Oiro Reserva que chega “com três anos de atraso”, mas aprimorado.

Evasão