Batgirl Fotografia: DC Comics
Design e Artes

Batgirl foi cancelado e já não chegará aos cinemas

Decisão foi revelada esta quinta-feira pela Warner Bros, não se sabendo o que a motivou.

Anunciado em 2021 como parte de uma estratégia da Warner Bros para desenvolver novos filmes para o serviço de streaming que detém, a HBO Max, Bat Girl, dirigido por Adil El Arbi e Bilall Fallah, com Leslia Grace Michael Keaton e Brendan Fraser nos papéis principais, parecia ter tudo para ser um sucesso. Esta quinta-feira, contudo, foi anunciado o seu cancelamento.

Quando a produção do filme arrancou, nos primeiros meses da pandemia, o orçamento depressa escalou de 80 para 90 milhões de dólares, revela o Hollywood Reporter. Apesar de este valor ser inferior ao de orçamentos de outros filmes da DC, o estúdio argumentou que Batgirl não iria captar tanto público como os filmes do universo de superheróis DC e que não conseguiria recuperar o valor investido.

Um dos motivos da decisão de cancelar o filme poderá dever-se a um corte de custos posto em prática com a fusão da Warner Bros com o Discovery, em 2021, escreve ainda o Guardian.

O CEO da Warner Bros Discovery, David Zaslav, decidiu encerrar o serviço de streaming CNN+, depois de um investimento de 300 milhões de dólares, um mês depois de ter sido lançado.

Outra das razões que pode ter ditado o cancelamento de Batgirl, detalha a Variety, será uma significativa redução nos impostos da empresa.

Desde a fusão da Warner Bros com o Discovery já foram canceladas várias produções, entre elas Full Frontal With Samantha Bee, The Last OG ou The Wonder Twins, da DC Comics.
 

RELACIONADOS

Coolhunting

O novo iPhone está quase aí, mas nem por isso vai ser mais caro

Apesar da escassez de componentes e do aumento do custo de produção, especialistas acreditam que Apple não vai aumentar o preço do novo iPhone 14.

Design e Artes