Bandua é um dos projetos que atua no primeiro dia do festival | Fotografia: DR
Design e Artes

Festival Emergente: um palco para os novos nomes da música se mostrarem

O último festival de música do ano está de regresso e quer dar a conhecer os novos nomes da música portuguesa.

Durante dois dias, em duas salas da capital, serão dados a conhecer alguns dos novos nomes da música portuguesa. Pelo menos é essa a premissa do Festival Emergente, que caminha para a quarta edição e traz ao Musicbox e ao B.Leza novos artistas, como Bandua, Unsafe Space Garden, FISTIKATED, DJ James Flower, A Sul, Ana de Llor, Black Lavender, JAVISOL, Momma T, O Marta, Siwo ou THEMANUS.

O cartaz é composto por oito projetos selecionados a partir de uma open call, enquanto que os outros quatro nomes foram convidados pela organização. Assim sendo, sobem ao palco do Musicbox, no dia 28, Momma T, Black Lavender, JAVISOL, O Marta e Bandua.

No dia 29, desta vez no B.Leza, é a vez de THEMANUS, Ana de Llor, Siwo e A Sul, Unsafe Space Garden e SFISTIKATED, todas convidadas pela organização, mostrarem as suas criações. A noite termina com o DJ Set de James Flower.

Todos os projetos Super Emergentes concorrem para os prémios de Melhor Projeto Musical  e Melhor Concerto, recebendo respetivamente a gravação de um álbum ou EP no Estúdio Camaleão e um concerto/showcase na SBSR.fm. O primeiro prémio é atribuído por deliberação do Júri do Festival; já o segundo é uma escolha exclusiva do público.

O passe geral para os dois dias do festival tem o valor de €15 e pode ser adquirido no site do Festival Emergente.

RELACIONADOS

Gourmet

A receita mais pesquisada no Google em 2022 é ideal para o Natal

Pode não ser típica do nosso Natal, mas é certo que esta receita não desilude quem à nossa mesa se senta.

Design e Artes