'Le spectre de Vermeer de Delft' de Salvador Dali
Design e Artes

Esta é a coleção de arte mais cara da história

A coleção de arte “Visionary: The Paul G. Allen Collection”, considerada a mais cara da história, vai a leilão. São mais de 150 peças que valem milhões e que podes ver neste artigo.

Com o título de “Visionary: The Paul G. Allen Collection”, a coleção de arte mais cara de sempre vai a leilão nos dias 9 e 10 de novembro, em Nova Iorque. Inclui mais de 150 peças que abrangem 500 anos de história da arte e está avaliada em mil milhões de dólares (cerca de mil milhões de euros).

Entre as peças estão La montagne Sainte-Victoire, de Paul Cézanne; Verger avec cyprès, de Vincent van Gogh; Maternité II, de Paul Gauguin; Birch Forest, de Gustav Klimt; Waterloo Bridge, soleil voilé, de Claude Monet; Small False Start, de Jasper Johns; Quatre baigneuses, de Pablo Picasso; Three Studies for Self-Portrait, de Francis Bacon; entre muitas outras.

O recorde atual para um leilão de arte foi estabelecido em maio deste ano pela coleção particular do casal norte-americano Harry e Linda Macklowe, vendida por 922 milhões de dólares (cerca de 924 milhões de euros), ao longo de vários leilões na Sotheby's. Mas a casa de leilões Christie's acredita que este vai ser "o maior e mais excecional leilão de arte da história".

De acordo com o desejo de Paul Allen, que era um colecionador de arte apaixonado, todos os lucros da venda serão doados a instituições de caridade.

RELACIONADOS

Coolhunting

Charlize Theron e a combinação de moda (estranhamente) perfeita

E, diríamos mais, é a inspiração certa e a tempo de a usarmos nas festas de Natal.

Design e Artes