Rei Carlos III e Rainha Camilla | Fotografia: Daniel Leal - Pool, Getty
Design e Artes

Se o Rei Carlos receber esta mensagem, não voltará a comer queijo da mesma forma

O já controverso retrato de Rei Carlos III ganhou um novo ânimo. Com a ajuda de personagens de animação, ativistas recordam que há batalhas a serem travadas nos mais insuspeitos lugares.

Nos últimos tempos, os métodos tradicionais de protesto parecem cada vez menos eficazes e, deixando as tintas e sujices para outras batalhas, dois jovens ativistas decidiram recorrer à ironia e à nostalgia dos desenhos animados para chamar a atenção para a sua causa.

Conforme noticiado pelo Daily Mail, estes modernos defensores dos direitos dos animais colaram imagens dos icónicos Wallace e Gromit sobre o retrato oficial do Rei Carlos III, em protesto contra a Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals (RSPCA).

Para quem não sabe, a RSPCA é uma respeitável instituição britânica que se dedica à proteção dos animais, sejam eles domésticos, selvagens ou para produção agrícola. Mas como nem tudo é o que parece, segundo os ativistas, a realidade nas quintas da RSPCA está longe do ideal bucólico a que se propõem.

"Não há queijo, Gromit. Olha para esta crueldade nas quintas da RSPCA!" — é a frase pungente que se lê no papel colado sobre a tela. A referência ao queijo, naturalmente, evoca os devaneios gastronómicos de Wallace, a personagem animada conhecida pela sua paixão por queijo. E a escolha desta dupla de animação não é só pelo amor ao queijo. Daniel Juniper, um dos envolvidos, explica ao Daily Mail: "Tendo em conta que o Rei Carlos é um grande fã de Wallace e Gromit, achamos que não haveria melhor forma de chamar a sua atenção para as cenas horríveis que se estão a passar nas quintas da RSPCA".

 

É uma estratégia astuta, sem dúvida. Afinal, que melhor maneira de sensibilizar um monarca do que através de personagens que já povoaram a sua televisão e, quem sabe, o seu coração? É como se Wallace e Gromit tivessem saído da tela para denunciar as falhas de uma instituição que, ironicamente, deveria proteger os seus pares de carne e osso. Concordemos mais ou menos com a abordagem, a tragédia e a comédia parecem ter aqui encontrado lugar.

"Mesmo achando que isto poderá divertir Sua Majestade, também apelamos para que reconsidere seriamente se quer continuar associado ao sofrimento horrível nestes lugares", continuou o ativista.

No entanto, a mensagem dos ativistas não é apenas para o Rei, mas sim para todos nós. "Carlos já deixou claro que é sensível ao sofrimento dos animais nas quintas do Reino Unido. Agora é o momento perfeito para chamar a atenção e dizer a verdade sobre os animais de quinta", completou.

Enquanto a realeza pondera sobre a ação das suas associações ou se diverte com um cartoon, nós somos convidados a refletir sobre o poder da imagem e da sátira numa luta justa e, surpreendentemente, sem baldes de tinta à mistura.

Gourmet

Neste jantar num restaurante português os vinhos valem milhares de euros

Restaurante Ocean, no Algarve, vai receber um jantar exclusivo apenas para 14 convidados, em que os vinhos são de outro planeta. O preço também.

Design e Artes