Anna Sorokin foi presa em 2019 Fotografia: Getty Images
Design e Artes

Anna Sorokin, que inspirou 'Inventing Anna', foi libertada da prisão

A falsa herdeira milionária foi libertada enquanto aguarda uma decisão sobre a sua deportação. Entretanto, está impedida de utilizar redes sociais e teve de pagar uma fiança de 10 mil dólares.

Anna Sorokin, a colecionadora de arte alemã que enganou a elite de Manhattan e que inspirou a série da Netflix ‘Inventing Anna’, foi libertada da prisão a 8 de outubro e continua proibida de aceder às redes sociais, enquanto aguarda uma decisão sobre a sua deportação para a Alemanha, noticia o The Guardian. Teve também de pagar uma fiança de 10 mil dólares (€10.216 à taxa de câmbio atual).

Conhecida pelos amigos como Anna Delvey, a alemã de 31 anos roubou 275 mil dólares (244.95 mil euros) e fingiu ser possuidora de uma fortuna de 60 milhões de euros. Estava presa desde março de 2019 por falsificação de documentos para a obtenção de empréstimos em bancos. Com esse dinheiro, pagava estadias em hotéis de luxo, bilhetes de avião e outras despesas excêntricas.

A história da vigarista que afirmava ser filha de um barão do petróleo, chamou a atenção quando, em 2018, a jornalista Jessica Pressler, da revista New York, publicou um artigo em que descrevia a ascensão da suposta colecionadora de arte no seio das elites nova-iorquinas. Foi com base neste trabalho jornalistíco que Shonda Rhimes escreveu ‘Inventing Anna’, minissérie da Netflix protagonizada por Julia Garner (Ozark) e Anna Chlumsky (Veep), que se estreou em 2022 na plataforma de streaming.
 

RELACIONADOS

Coolhunting

Os jarros da Dior que te fazem dizer: desta água, beberei

Um jarro deixou de ser só um jarro, assim que Dior lhe juntou peças inspiradas na Natureza, de uma originalidade única.

Design e Artes