Cascata | Fotografia: Unsplash
Evasão

Não te confundas: esta é "a cascata mais bonita do Alentejo"

Pode ser um desafio explorar Portugal por existir tantos lugares bonitos e tão escondidos. É o caso deste refúgio natural único, menos no nome.

Portugal tem vários lugares escondidos e por mais diferentes que sejam, por vezes podem ter o mesmo nome. É o que acontece com a Cascata do Pêgo do Inferno, que pertence à Grande Rota das Cascatas da Serra de São Mamede, no distrito de Portalegre, e que tem a mesma designação de outra localizada em Tavira.

Apesar de serem duas pérolas em Portugal, à primeira não faltam pormenores que a tornam inconfundível: é também conhecida como Cascata da Ribeira de Arronches, trata-se de um refúgio natural inserido no Parque Natural da Serra de São Mamede, no Alentejo, e a água cai sobre uma espécie de concha.

 

 

Para além desta, a Grande Rota da Serra de São Mamede integra ainda a Cascata da Cabroeira, designada também de Cascata da Rabaça, na qual é possível admirar grifos a sobrevoar o vale encaixado sobre a ribeira da Cabroeira e observar a Penha Amarela, um solitário afloramento rochoso com vistas paradisíacas, num cenário único.

Esta é especialmente singular, tanto que já foi considerada "a cascata mais bonita do Alentejo".

 

A Grande Rota das Cascatas da Serra de São Mamede tem ainda por descobrir a Cascata da Ribeira de São Julião (mais conhecida como Cascata de Monte Sete), a Cascata do Salto da Pega e a Cascata Moinho de Santana. 

Evasão

Até reis se refugiaram neste lugar encantado de Portugal

Existe em Portugal um local que já foi casa de monges, campo de batalha, refúgio de reis e que ainda hoje preserva toda esta história edificada e natural. Descobre onde fica.

Evasão