Limiar, um filme de Coraci Ruiz.
Evasão

Cinema para pensar na Baixa do Porto

O verão é uma óptima altura para pôr a cinefilia em dia, em casa ou como quem foge para o fresco do cinema. A Versa propõe dois exemplos no festival Há Filmes na Baixa!: o novíssimo O Jovem Cunhal de João Botelho ou o ciclo de filmes queer. Filmes com conteúdo.

O Porto/Post/Doc foi das melhores coisas que aconteceu à cultura do Porto e ao Cinema e media, em particular. O festival, que se apresenta sob o mote Framing Reality, só se realiza de 16 a 26 de novembro deste ano, mas para já organiza sessões em diversas salas da capital no que chamou de Há Filmes na Baixa!

Na mesma linha do festival, trata-se de visionamentos de filmes que não só entretêm, como nos fazem ir mais fundo. Seja conhecer melhor uma das personalidades fundamentais da nossa história política recente ou refletir sobre as diferentes camadas das questões sociais mais urgentes. O que, numa era de profundas mudanças como as que estamos a viver, é fundamental para ter uma ideia de futuro.

É o caso da itinerância que celebra o 25º aniversário do Queer Lisboa, que está a viajar pelo país e chega à Invicta com uma colheita de bons filmes da edição de 2021. Podem ver-se, no cinema Passos Manuel, e sempre às 22.00 horas: Silent Voice de Reka Valerik, 15 de junho, Wojnarowicz: F**k You F*ggot F**ker, de Chris McKim, dia 29 de junho e The City Was Ours. Radical Feminism in the Seventies, de Netty van Hoorn, a 30 de junho.

Também O Jovem Cunhal, retrato de Álvaro Cunhal, uma das figuras centrais na política nacional, estreou no IndieLisboa e agora sobe ao Porto. Um retrato dos seus primeiros anos de vida, observado e contado por João Botelho com um olhar detectivesco, numa nova e refrescante visão do histórico dirigente do Partido Comunista Português, onde se cruzam excertos encenados dos seus próprios livros. Para ver no Coliseu AGEAS no dia 18 de junho pelas 17h00, seguida de uma conversa entre o realizador, Albano Nunes (membro da Comissão Central de Controlo do PCP), João Ferreira (vereador na Câmara Municipal de Lisboa e membro da Comissão Política do Comité Central do PCP) e Manuel Loff (historiador e professor universitário).

 

 

 

RELACIONADOS

Coolhunting

Daniela Melchior: “Quanto mais trabalhar, mais palco tenho para falar sobre estes temas”

A atriz portuguesa é o rosto da mais recente campanha institucional da EDP e fizemos deste o pretexto para pôr a conversa em dia com Daniela Melchior sobre sustentabilidade.

Evasão