Dopamine Land. Fotografia: D.R.
Evasão

Precisamos de uma Dopamine Land em Portugal

Se algum promotor cultural nos estiver a ler, pedimos, encarecidamente, para trazer a Portugal uma Dopamine Land. Nós, leia-se os portugueses, agradecemos.

No mundo há sempre aquelas coisas que não sabíamos que precisávamos até as vermos – ou até alguém nos falar delas. Foi exatamente isso que aconteceu até dar de caras com um vídeo no TikTok de uma utilizadora britânica que visitou a exposição Dopamine Land.

Mas o que raio é isto? Foi logo o primeiro pensamento. O segundo foi: quero e preciso disto aqui ao lado. Nos últimos meses, nem sequer precisamos de apontar culpados, mas shame on you Covid-19, os níveis de dopamina da sociedade foram descendo, descendo e descendo. A falta de motivação e de prazer são dois dos sinais associados aos baixos níveis de dopamina.

 

Entrar numa exposição imersiva e sensorial pode não ser a solução para todos os males da vida, mas com certeza que será uma alavanca daquelas que mais tarde vamos relembrar e recordar. Em Londres foi montada uma exposição que nos vai levar de volta para aquele tempo em que não tínhamos preocupações e que brincávamos descontraidamente na rua.

Dopamine Land está divida em cinco salas que combinam meios de comunicação tradicionais e tecnologia inovadora. Há projeções, há luta de almofadas e até uma sala pipoca para que possamos ser uma pipoca saltitante por uns minutos.

 

Em Londres esta exposição inaugurou em abril e não tem ainda data de termino. Madrid já se rendeu aos bons efeitos da dopamina e vai inaugurar já no próximo dia 01 de junho a sua Dopamine Land. A experiência tem a duração de até 50 minutos, o suficiente para estimuar o olhar, o toque, o olfato e até a memória.

A terra da felicidade não exis… Vamos lá repensar se existe ou não. Voltamos a reiterar: queremos e precisamos de uma Dopamine Land em Portugal. Alguém desse lado nos ouviu?

RELACIONADOS

Coolhunting

A pinta das peças Après-Court da Lacoste

Os anos passam pelas modas e a Lacoste permanece intocada, muito graças aos seus polos desportivos, clássicos, preppy, impecáveis. Prova disso são as novas peças da colecção Après-Court que a marca apresenta a propósito do torneio Roland Garros, a decorrer em Paris até dia 5 de junho

Evasão