AMEN diVERSA | Edição: Vasco dos Santos
Gourmet

Bem-dito sois, novo licor de amêndoa amarga 2.0 AMEN

Antes ou depois da refeição, há uma nova marca de amêndoa amarga que quebra a tradição. É caso para dizer AMEN.

A amêndoa amarga é uma das bebidas licorosas mais famosas do país, mas o licor que até aqui conhecíamos acabou de mudar graças ao surgimento de uma nova marca portuguesa chamada AMEN. e criado por Mauro Jesus, filho do treinador de futebol Jorge Jesus.

“O nome AMEN e nós sermos Jesus é apenas coincidência. Uma coincidência engraçada, mas uma coincidência na mesma”, refere o fundador e CEO da nova marca portuguesa à Versa.  

“Amen tem uma explicação muito simples e que encaixa no conceito da marca de uma forma perfeita. 'Amen' vem de amêndoa, mas tem outro significado. Da mesma maneira que Amén é a palavra utilizada após uma oração, para dar como certo aquilo que acabamos de dizer, para fechar, para agradecer, a amêndoa amarga também é conhecida como um digestivo, uma bebida que fecha a refeição e que nos põe a falar ainda à mesa”, explica Mauro.  

Contudo, este é “um licor de amêndoa amarga 2.0”, como refere o fundador, porque a AMEN não se limita a oferecer um momento especial no final de cada refeição – pode ser consumido logo no início.

"Ao investigar um bocado mais sobre a etimologia da palavra amén, percebi que amén também pode ser dito antes da oração para dar força ao que vai ser dito e, como tal, surge o conceito da AMEN ser mais do que um digestivo e poder ser também um aperitivo, que é o AMEN TONIC”, continua.  

 

AMEN, porque finalmente aconteceu  

Mauro Jesus é arquiteto de formação, mas há algum tempo sentiu vontade de criar um negócio relacionado com amêndoa amarga.

“A AMEN surge por causa de uma pessoa que me é muito querida e a própria imagem da padroeira é inspirada numa senhora que tinha a sua própria amêndoa amarga caseira e que para mim atribuiu um significado muito especial ao licor de amêndoa amarga”, refere Mauro Jesus. 

A ideia começou a ser desenhada há cerca de dois anos e foi finalmente inaugurada há menos de um ano. Passaram, entretanto, oito meses de desafios, de uma marca que se faz por Mauro e pela equipa, até porque sozinho não seria fácil aventurar-se pela primeira vez neste mundo. 

“Nunca me tinha imaginado a lançar uma bebida mas, na minha opinião, a arquitetura é uma área que fornece ferramentas para quem quer inovar e criar. Faço um pouco de tudo no projecto. Controlo e coordeno toda a produção e distribuição comercial, etc, mas o meu foco principal é a parte criativa, a imagem da AMEN”, refere Mauro.  

E criatividade é o que não falta na AMEN. Na comunicação, a marca enveredou pelo lado “religioso” associado ao nome, que está presente desde o início.  

 

Como beber?  

Mais do que para acompanhar histórias e risos, a AMEN surge para “revolucionar, valorizar e internacionalizar um produto português parado no tempo a nível de imagem e inovação na sua formula", justifica o fundador.   

Como tal, é para ser bebida com uma adaptação aos tempos modernos. 

“Existem várias formas de beber AMEN, mas nós somos apologistas de beber da forma tradicional após uma boa refeição para manter a tradição. Depois, ao pôr do sol ou mesmo à noite, um AMEN TÓNICO cai melhor. AMEN dá para todos os momentos, mas há uma AMEN diferente para cada um deles”.  

No site encontram-se indicadas várias outras formas de beber este novo e moderno licor de amêndoa amarga – como em cocktail ou AMEN SOUR – e é também através dele que se pode encomendar a AMEN (desde €13.99).

O licor pode ser entregue em casa ou levantado no quiosque Verde Lima, no Jardim da Amnistia Internacional, em Lisboa. 

A AMEN está ainda disponível na garrafeira nacional (na Baixa-Chiado e no Mercado da Ribeira). 

RELACIONADOS

Nécessaire

Escolhas Versa: cinco cremes para dizer adeus às rugas

Da Vichy à Cien, há cremes para todas as idades e carteiras. Vê as opções.

Gourmet