Maria Croissant
Gourmet

Depois de um lanche na Maria Croissant, só temos a dizer "Oh-lá-lá"

Croissant pode ser folhado, em brioche... ou os da Maria Croissant que combinam as duas receitas.

Quem tem filhos pequenos sabe a importância de quebrar rotinas. Quando a semana acaba, procuro ter um programa de sexta à tarde que nos traga alguma novidade, que nos dê espaço para conversar e estar sem aparelhos eletrónicos, ou outras interrupções.

Decidimos lanchar fora. Normalmente, não escolho um shopping quando ainda está bom tempo, mas tínhamos compras a fazer e, por isso, tudo se alinhou. Numa praça recatada do Centro Comercial Colombo, um canto deliciosamente decorado e convidativo chamou a nossa atenção. Os tons claros de rosa e de azul destacam o castanho dourado dos croissants e fá-los parecer ainda mais apetecíveis. 

Os miúdos correram para a vitrine, atraídos pelos croissants deliciosamente desenhados e pelo cheiro que lançavam e "oh-lá-lá" - a expressão que a marca usa e que nós adoptamos de imediato.

Salgado ou doce? Perante a variedade, a decisão não é fácil. O mais giro é que somos 4 e nenhum pediu igual ao outro. Chocolate preto, Creme de Avelã, Misto e bolo de laranja porque há sempre um que foge à regra.

Os sumos naturais de cores vibrantes também chamam por nós: morango, laranja, limonada e laranja/manga foram as nossas escolhas e todos ficámos felizes.

Maria Croissant é uma marca portuguesa com dois anos que faz brilhar o croissant.

Inspirado na Maria Antonieta que levou da Áustria a receita do croissant folhado, criámos um meio folhado com um sabor tradicionalmente português. A receita produzida com ingredientes da melhor qualidade foi aperfeiçoada até atingir um paladar e uma textura que marcam pela diferença: um croissant em forma de lua em quarto crescente, de crosta crocante e de cor dourada, que se distingue também pelo miolo húmido e areado.

Esta é a descrição que encontramos na página da Maria Croissant e que em nada defrauda a expectativa. Entre o chocolate que escorria pelos dedos e as risadas, “delicioso” e “extremamente bom” foram as expressões que se repetiram no decorrer do lanche.

E, para a porção de cada croissant, vai também um oh-lá-lá (nada somítico!).

Não viemos embora sem trazer uma caixa cheia para casa porque o pequeno almoço de sábado também merece ser demorado.

Veredicto Versa: Oh-Lá-Lá

RELACIONADOS

Nécessaire

Veredicto VERSA: afinal, é este o smartwatch que vamos querer no pulso

Apple ou Xiaomi? Fizemos o teste. Na disputa entre smartwatches, só nos interessa aquele que nos põe em forma.

Gourmet