Hyperfeminity
Coolhunting

"Hyperfemininity". Já ouviram falar?

Mais do que uma tendência, já é um movimento que vai para além da moda.

Para quem já viveu os anos 90 há uma certa sensação de déjà vu. Mas em vários meios internacionais a hiperfeminidade já é apontada como mais do que uma tendência, um verdadeiro movimento, que da moda se alastra a vários comportamentos sociais. E se como eu já viveram a época de todas as coisas brilhantes e rosa, é procurar novas versões ou algumas preciosidades perdidas em casa dos pais. Inclui-se aqui o excesso de maquilhagem e até o fato de treino da Victoria's Secret PINK com o logo bem à mostra.

O tal movimento hiperfeminino tem ganho protagonismo no TikTok, onde se sucedem tutoriais de maquilhagem, compras ou até simples conversas sobre rapazes, com raparigas vestidas de rosa, muito brilho e bem cuidadas. A única diferença é que estes novos criadores de conteúdos são de todas as origens, não são necessariamente magros como os padrões ditavam nos anos 90, não há só louras de olhos azuis, há raparigas com curvas, há gays, trans e não binários. A verdade é que desde os anos 90, muitos temas foram surgindo na sociedade desde a igualdade de género, ao body positivity ao #metoo.Os tempos já não são os mesmos de quando tínhamos Paris Hilton, Lindsay Lohan ou Nicole Richie nas capas das revistas com o seu ar girly. Hoje há uma nova geração que através dos seus conteúdos estão a expandir o que significa ser mulher, menina, ser feminina ou até feminista. A estética Y2K e girly em 2022 surge agora inspirando-se no melhor e no mais divertido da moda dos anos 2000, mas de forma inclusiva. Mais do que uma tendência, a hiperfeminina é vista como a aceitação de si mesma, não se trata só de tops e minissaias, trata-se de amor próprio e inclusão. E como já li na Internet e tentando traduzir:

“Só porque gostas de coisas cor-de-rosa e brilhantes isso não te faz uma bimba” ou “Somos bimbas e temos orgulhos."

RELACIONADOS

Coolhunting

Cor e arrojo. Abre espaço no armário, porque os looks de Emily estão de volta

A série "Emily in Paris” está a ser gravada e já há imagens de uma das principais razões para aguardamos por Emily: o guarda-roupa.

Coolhunting