Batom. Fotografia: Unsplash
Nécessaire

Até batons usam plástico como ingrediente, mas não são todos

As marcas de cosmética podem ser diferentes em muita coisa e oferecer os mais variados produtos, mas há pelo menos uma coisa que quase todas têm em comum: o plástico.

Quanto mais alarmante é a situação do planeta, maior a nossa consciência face às questões ambientais. Somos bombardeados (e acredito que não o suficiente) com a importância das políticas de sustentabilidade e - mesmo quando achamos que já sabemos de tudo sobre indústrias poluentes e a importância do não uso do plástico (aliás, por alguma razão, tivemos de nos submeter a beber cocktails com palhinhas de cartão) - eis que acabamos surpreendidos. Eu fiquei.

A maioria dos cosméticos é produzido com microplástico como ingrediente e os batons não estão fora da equação, até chegar uma marca que promete revolucionar a indústria.

La Bouche Rouge é já conhecida pela política ecológica que defende e pela preocupação com o desperdício. E precisamente por integrar uma indústria muito poluente, a marca estabeleceu-se no marcado com o lançamento de embalagens em materiais sustentáveis para a gama de batons. E, desta vez, foi ainda mais longe.

A marca de luxo francesa já tinha erradicado o microplástico como ingrediente dos batons (o que é algo comum para este e outros cosméticos), mas os tubos ainda tinham um pequeno pedaço de plástico que, agora, vê o seu fim. Estamos a falar, portanto, de zero plástico em batons e não só – blush, highlither e gloss entram para a lista amiga do ambiente.

O processo de design tornou-se bem mais complexo, como seria de imaginar dado o uso recorrente do material, mas pode-se dizer que o esforço valeu a pena, não só pelas razões óbvios, como pelo exercício de influência sobre outras marcas que não se mostram tão preocupadas com políticas eco-friendly.

RELACIONADOS

Coolhunting

E se todas as peças de roupa do nosso armário combinassem umas com a outras?

Seria um sonho tornado realidade. Não ter que pensar muito nos coordenados e só pegar na primeira coisa nos aparecer na mão.

Nécessaire