fotografia Unsplash
Nécessaire

Corpo de verão com a linha sustentável da Weleda nascida em 1921

Beleza natural, ética, ecológica e sustentável? Numa era em que ninguém quer perder o comboio da sustentabilidade, é sempre bom celebrar os pioneiros. E dar as boas vindas à nova linha de corpo da Weleda.

“A nossa paixão pela natureza e pelo ser humano é a nossa razão de existir”, e a Weleda é assim desde 1921! Por cá conhecemos a marca à venda desde que éramos levados pela mão ao Celeiro. Não deixa de ser extraordinário num mundo que sempre priorizou outros valores que não os humanistas ou ecológicos, existirem marcas a pensarem assim - e visionárias. 

Alguns dos primeiros produtos criados pela Weleda são da linha de corpo Skin Food, e a sua fórmula original data de 1926, mas continua a ser um sucesso entre os fãs da cosmética verde.  Nutritiva, reparadora e disponível em várias texturas, trata e protege a pele de todo o corpo, incluindo as peles mais sensíveis. É até hoje, das linhas mais completas e amadas pelos fãs da marca, principalmente o bálsamo reparador intensivo de lábios, um verdadeiro best-seller, que contém uma mistura nutritiva de cera de abelhas, amor-perfeito, camomila e calêndula.

A linha tem vindo a crescer e hoje orgulha-se de ter cinco produtos. O chamado Skin Food Original, que é um cuidado reparador intensivo para zonas irritadas, danificadas, secas ou gretadas, e que também pode ser aplicado no rosto. Considerado o produto mais versátil, é ideal para aplicar nos cotovelos, joelhos, pés e mãos, mas também acalma irritações e pequenos arranhões, os maquilhadores usam-nos para os lábios gretados ou como primer, revitalizante ou iluminador.

Depois existe o Skin Food Light, igualmente nutritivo e ideal para confortar as peles secas, mas tem uma textura ligeira e de rápida absorção, à base de óleo de girassol orgânico, extratos calmantes de amor-perfeito, camomila e calêndula. E existe a versão manteiga corporal, que previne a secura posterior, principalmente das peles muito secas e gretadas, agora num frasco vidrado mais sustentável, em vez do plástico reciclado da sua embalagem anterior. A novidade mais recente é o leite corporal, mais leve, é frescura e alívio imediato para as pele secas a muito secas e vem num formato maior.

Sabendo que não é fácil fazer cosmética eficaz, com ingredientes de origem 100% natural e com mais de 80% de ingredientes bio, produzida igualmente de forma sustentável, ética e com o mínimo impacto no meio ambiente. Mas a Weleda já o faz desde os anos 20, certificada pela NaTrue, “o selo de qualidade mais completo e exigente para a cosmética natural e bio a nível mundial”, explicam-nos, e pela União Ética BioTrade (UEBT) “que assegura o comércio justo, o uso responsável dos recursos naturais, a conservação da biodiversidade e o desenvolvimento sustentável”, também é certificada pela B Corp, “um selo que valida as empresas comprometidas com o meio ambiente, a biodiversidade e a proteção do clima”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RELACIONADOS

Coolhunting

De Raquel Strada a Kendall Jenner, este é o vestido do verão de 2022

Em todas as estações há uma peça de roupa que acaba por se transformar num hit. E o sucesso deste verão é já conhecido.

Nécessaire