A atriz Camille Razat da série Emily in Paris
Coolhunting

Pardon Emily, mas gostamos mais do “Je ne sais quoi” da Camille

Já vimos a nova temporada de "Emily in Paris", e assumimos que somos Team Camille.

Até poderia haver um certo ressentimento da nossa parte, pela forma como termina esta terceira temporada da série “Emily in Paris”. Mas não temos nada contra a Emily, não se trata disso, nem podemos falar sobre isso. Sobre o estilo de Emily já muito se escreveu, mas a única dúvida que fica é como uma account, ainda que de uma agência no mercado do luxo, consegue esticar o dinheiro todos os meses, para comprar tanta roupa (daquela que é tão extravagante que só se pode usar uma vez), há botas de todas as cores, malas, lenços, há de tudo…vamos pensar que é, mais uma vez, aquela velha questão de escala de mercado. Em Paris, ela deve ganhar muito dinheiro! Go Cooper! 


Ainda assim, em matéria de moda, somos assumidamente Team Camille: a Camille de “Emily In Paris”, e a Camille Razat, a atriz e modelo francesa que é uma das protagonistas da série da Netflix. Desde a primeira temporada, assumiu naturalmente aquele “Je ne sais quoi” francês, misturado com o talvez um pouco antiquado “bon chic, bon genre”, mas que nela resulta e bem. 


A personagem e a atriz quase se confundem quando falamos de moda. Na série sente-se a presença daquelas que já ficaram conhecidas como as novas marcas premium francesas, como a IRO, a ba&sh ou uma Zadig&Voltaire. Mas há também marcas de luxo como a Chanel. Há sempre um casaco de pele, um vestido curto com umas botas, uma camisola usada na perfeição com uns jeans, até clichés como as boinas fazem parte do seu estilo.

Nela há por vezes o romantismo de Montmartre, a elegância da Faubourg St. Honoré e até o lado boho e rock&roll do Marais. E é por todas estas perfeitas contradições, que somos assumidamente Team Camille.
 

RELACIONADOS

Design e Artes

Três ideias para uma decoração com peças do Ikea, sem parecer Ikea

Põe mãos à obra e cria formas originais de decoração com artigos do Ikea.

Coolhunting