Fotografia: Pexels
Coolhunting

Uma peça, vários looks. Resultado: um guarda-roupa infinito 

É tudo uma questão de planeamento e ninguém vai notar que se está a repetir a mesma peça.

Quantas vezes proferiste a frase “não tenho nada para vestir”? É aquele clássico de quem até tem várias peças no guarda-roupa, mas que, às tantas, olha lá para dentro e só consegue ver as mesmas, já usadas nas mais variadas combinações e junto das mesmas pessoas.   

Compreendo, same here, mas há alguns truques para inovar os looks. Não é que não possas repeti-los, mas também não queremos que te sintas como o Steve Jobs, que parece usar todos os dias a mesma camisola preta de gola alta e uns jeans.

Uma das razões para o magnata e co-fundador da Apple adotar este look minimalista é por uma questão de praticidade pela manhã, mas mesmo com roupas diferentes podes demorar pouco tempo a escolher o outfit.  

O ideal será construir um armário cápsula, isto é, um armário com básicos que se combinam uns com os outros, sem precisar de "mais do que 30 ou 40 peças", segundo a consultora de moda Susie Faux, que difundiu o conceito nos anos 70.  

Contudo, se tiveres o oposto de um armário cápsula, a melhor forma de não complicar é repetires a mesma peça base e juntar-lhe outras, de modo a que pareça que tens roupa nova todos os dias.

Queres o veredicto de quem já testou esta tática? Não só ninguém notou que eu usava a mesma peça, como ainda a elogiaram depois de a ter juntado a outros looks.

O must have: t-shirt branca  

Básicos: as peças que devem fazer parte do teu guarda-roupa, não só por habitualmente serem as mais baratas, como por serem as mais amigas do dia a dia. As t-shirts brancas são exemplo disso e têm usos infinitos. 

Combinadas com calções e um blazer; ou com uma saia midi e uma camisa aberta; ou com umas jeans e um cardigan ou até com um vestido arrojado para equilibrar. Tem tudo para resultar. Melhor do que dar exemplos, é vê-los. 

Abusa da versatilidade de uma camisa 

Com uma camisa de botões, mil e uma soluções. Rima a expressão e rima ainda melhor ao espelho, quando pões em prática. Com este tipo de peça, podes fazer aquilo que tu quiseres.  

Pega numa camisa oversized e coloca para dentro de umas calças justas, ou para fora, com o básico do ponto anterior: uma t-shirt branca. Se for comprida, mas não o suficiente para fazer de vestido, esconde-a dentro de uma saia. Já quanto a camisas justas, usa-as com umas calças palazzo para um look casual chic.  

Um vestido para qualquer estação 

O mesmo vestido também pode ser conjugado de diversas formas. Tirar partido da versatilidade do peça pode ser uma mais valia em todas as estações do ano.

Se tens um vestido de alças midi, podes combiná-lo com sandálias no verão ou com botas, e até malhas, no inverno. Como? É só sobrepor as peças e juntar um cinto. A imaginação é a chave para esta dica.  

Jeans, quem não tem uns?  

Eu. Eu não tenho um único par de jeans. Aliás, tenho uns mom jeans em preto, mas não o clássico par de ganga que normalmente todas as pessoas têm. E vou explicar-te porquê: nunca soube combinar a ganga com outras peças, uma vez que havia ali algo na junção de cores que me incomodava.  

Mas, depois de perceber que com um só par de jeans, posso ter três looks quentes de inverno — trocando apenas um sobretudo por um trench coat ou uma malha branca por uma camisa. Vou ter de encontrar as jeans perfeitas. Além disso, dizem que são das peças mais confortáveis. Confere? Então vê como usar.  

O padrão que nunca se esgota 

A base de tudo é o equilíbrio e é interessante como até na moda isto se aplica. Com isto, quero dizer que nem só de básicos, nem só de padrões vivem os looks. É claro que os básicos são fundamentais, mas os estampados são aquilo que dá personalidade ao teu estilo — sejas mais fã de padrões geométricos ou de animal print.  

O problema dos padrões é começarmos a achar que “já deram o que tinham a dar” de tantas vezes os usarmos. Temos boas notícias. Não os deixes já de lado e aproveita todos os que tens para combinar.

Flores com flores? Yes. E riscas com riscas? Também, desde que vão em direções opostas e tenham cores diferentes.  

Sapatos: o poder de mudar um look 

Podes estar com um look super básico, mas, se colocares umas botas de salto alto, acredita que vai fazer a diferença. No fundo, basta mudar o calçado para estares apta para qualquer tipo de ocasião. 

Se numa sexta-feira de trabalho levares uma saia justa e um blazer com ténis, basta passares em casa ao final do dia e mudares para um salto alto e estás a postos para festejar o fim de semana.  

Steve Jobs, vês como é fácil diversificar?  

RELACIONADOS

Coolhunting

As musas de Gonçalo Peixoto “são as mulheres empoderadas de hoje”, que terão voz amanhã

Tem 25 anos, quase 59 mil seguidores no Instagram e cria coleções notadas por todos. É a grande promessa da moda nacional e esteve à conversa com a Versa.

Coolhunting