O refúgio dos ABBA
Design e Artes

O refúgio dos ABBA, em Miami, pode ser nosso

Por muitos milhões que esta casa possa valer, não há preço que pague um pedaço da cultura pop. Ou será que o dinheiro, efetivamente, compra tudo?

"Mamma Mia", "Dancing Queen" e "The Winner Takes It All" são alguns dos sucessos mundiais que ainda hoje nos fazem cantar e dançar. Conquistaram o mundo e deixaram uma marca na indústria da música que jamais esqueceremos.

Nos tempos áureos, quando a banda estava ainda ativa, Benny, Björn, Agnetha e Frida precisavam de um refúgio para descansar de toda a loucura que era a vida de uma banda de grande sucesso. O que é que fizeram? Mandaram construir uma casa em Miami para poderem escapar das temperaturas negativas da Suécia e aproveitarem o sol.

Esta casa foi construída em 1982 pelo arquiteto Ralph Lickton, que, alegadamente, só se apercebe quem eram os seus clientes quando um jornalista britânico lhe ligou a fazer perguntas. John Spalding, o gerente financeiro dos ABBA, comprou a propriedade em nome da banda para ser utilizada como refúgio de inverno.

Lisa Farmer, a responsável pela venda do imóvel, conversou com o arquiteto sobre a propriedade e Lickton contou-lhe: “Pediram especificamente um desenho sueco de uma casa longa, e foi assim que foi concebida. Tem uma área central e comum grande e em open space, com uma lareira em pedra muito bonita. O que é mais ao menos único é que as duas partes laterais da casa são idênticas e com a mesma simetria.”

Nesta propriedade, encontramos seis casas de banho, seis quartos, uma garagem para quatro carros, uma piscina, vários walk-in closets, tetos com um pé direito alto e ainda um bar.

A banda não usufruiu muito da casa, uma vez que, depois dos grandes sucessos musicais, os membros entraram em vários conflitos pessoais, levando ao término do quarteto. A propriedade foi vendida e, até aos dias de hoje, pertencia a um casal que deixou algumas coisas intactas, incluindo um sistema de som com uma cassete da banda ainda lá.

Este refúgio pode ser nosso, só precisamos de fazer um investimento de 3,95 milhões de dólares. Quem é que arrisca?

RELACIONADOS

Design e Artes

Carro de Princesa Diana entra em leilão e já há quem diga quanto vai custar

O Ford Escort RS personalizado para a Princesa Diana acaba de entrar numa casa de leilões e já há entendidos que façam contas ao valor de venda.

Design e Artes